TRADUZIR X INTERPRETAR EM INGLÊS
TRADUZIR X INTERPRETAR EM INGLÊS

Hi there! Eu decidi falar um pouco sobre esse assunto de maneira mais aprofundada pois eu sempre menciono para vocês durante as minhas lives sobre os benefícios de interpretar uma frase em inglês ao invés de traduzir. Muitos de vocês me mandam perguntas e sugestões de temas para abordar nas próximas lives e eu acredito que agora chegou a hora de estudarmos um pouco mais sobre isso.

Antes de observarmos exemplos de frases que não possuem tradução literal, quero convidar você a refletir um pouco sobre a questão cultural. Quando estamos aprendendo um novo idioma precisamos manter em mente que estamos adentrando um novo mundo, ou melhor, um novo país, que pensa diferente de nós brasileiros. Culturas diferentes têm estímulos diferentes, a comida tem outro tempero e outros ingredientes, o humor é outro, as formas de se relacionar também mudam e todo esse conjunto faz com que o processo de raciocínio seja único em cada idioma. Conforme você vai aprendendo inglês, por exemplo, você vai percebendo o significado de cada palavra e através de um contexto você começa a se perguntar “como expressaríamos esta ideia em português”? (ou vice-versa). Este tipo de questionamento e raciocínio não acontece da noite para o dia, isto faz parte do processo de aprendizagem ao longo da sua jornada de estudos, este tipo de sinapse só acontece com bastante input.

Esta semana eu ouvi em uma música “what’s taking you so long?” e na mesma hora eu pensei “olha que bom exemplo para explicar o porquê não se deve traduzir, e sim interpretar”. Veja só, se você fosse traduzir esta frase ao pé da letra, como você traduziria? Pense aí um pouquinho. Observe:

What is taking you so long?
O que está pegando você tão longo?

É claro que não faz nenhum sentido!!! Poderíamos seguir o seguinte raciocínio: Take long (phrasal verb: levar um tempo / demorar) – O que está te levando tanto tempo – O que está fazendo você demorar – Por que você está demorando tanto?

Percebe? Nesta frase nós não temos a palavra WHY, que significa POR QUE (para perguntas), nós temos a palavra WHAT, que significa O QUE. Mas em português faz mais sentido dizer POR QUE do que O QUE. Got it? 😉

Mas não se assuste. A tradução vai acontecer, isto é inevitável! Principalmente se você está em um nível mais iniciante. Recorrer à língua materna em determinadas situações evita frustrações e perdas de tempo desnecessárias, principalmente quando nos deparamos com termos abstratos como jealousy (ciúmes), greed (ganância), hopelessness (desesperança) dentre outros. O problema acontece quando não “desgrudamos” da tradução e ficamos reféns dela, além de não praticar o que aprendemos. Então, conforme você for avançando nos estudos você vai recorrendo cada vez menos à sua língua materna. Isso não significa que você nunca mais irá recorrer ao português ao aprender algo novo, mas isso acaba diminuindo um pouco em estágios mais avançados.

A maior dificuldade ao entender algo que está sendo dito em inglês é exatamente porque tentamos traduzir ao mesmo tempo. Aí acontece um certo delay: a pessoa está falando (em inglês) e enquanto você está traduzindo, processando a informação e pensando nas regras gramaticais a pessoa já desenvolveu o raciocínio do assunto e “se bobear” já está falando até de outra coisa! 🙂

Então primeiramente, ao aprender algo em inglês associe aquela palavra ou expressão à uma imagem, alguma cena que represente o significado. Desta forma, quando você ouvir aquela palavra ou expressão novamente você não vai precisar passar pelo processo de tradução, você vai associar diretamente ao significado. Nós falamos um pouco sobre esse assunto no video/post sobre “como pensar em inglês?”, CLIQUE AQUI para conferir.

Vamos ver alguns exemplos práticos de como a tradução literal pode atrapalhar na hora de entender uma frase em inglês:

INGLÊS PARA PORTUGUÊS

Quando uma frase começar com o pronome IT observe o significado da frase sem considerar-lo:

Exemplo: It was raining.
Tradução literal: Isto estava chovendo.
Interpretação: Estava chovendo.

Exemplo: It sounds good
Tradução literal: Isto soa bom.
Interpretação: Parece legal / Até que é uma boa!

Um outro exemplo interessante é quando buscamos a tradução de cada partícula da frase:

Exemplo: I’m having fun!
Tradução literal: Eu estou tendo uma diversão!
Interpretação: Estou me divertindo!

Exemplo: I’m gonna call you later.
Tradução literal: Eu ligarei você mais tarde.
Interpretação: Eu vou ligar para você depois. (não tem o “to/for you” para designar a preposição “para”).

Exemplo: It’s not my cup of tea.
Tradução literal: Não é minha xícara de chá.
Interpretação: Não faz meu tipo.

Exemplo: Eu gosto de panquecas.
Tradução literal: I like of pancakes.
Interpretação: I like pancakes.

O mesmo funciona para “I like you” que significa “Eu gosto de você”. Em inglês não precisa deste “de” ou de uma preposição como o “of“.

E tem também os famosos Phrasal Verbs. Temos uma lista com muitas aulas de Phrasal Verbs aqui no blog, CLIQUE AQUI para conferir.

Chip in
A melhor tradução para este phrasal verb em português é a nossa famosa “vaquinha”, quando juntamos dinheiro com várias pessoas.

Take for granted
Este em geral significa “não dar valor” ou “tomar por garantido”, temos um post só sobre isso AQUI.

Back out
Em português nós usamos uma expressão para indicar o significado: “dar pra trás”.

 

PORTUGUÊS PARA INGLÊS

Cair fora
Get lost 

Larga do meu pé
Get off my back 

Não é da sua conta.
This/It’s none of your business.

São e salvo.
Safe and sound.

Saúde! (um brinde – “tim-tim”)
Cheers!

Saúde! (quando alguém espirra)
God bless you! (ou somente “bless you”)

Há também alguns tempos verbais que simplesmente não possuem uma tradução exata, como o nosso queridinho present perfect. Este tempo verbal não existe no português. Quando você disser por exemplo:

I have lived in London for 6 years.
Eu moro em Londres há 6 anos.

A tradução literal seria: “Eu tenho morado em Londres há 6 anos”, e claro, fica bem esquisito.

PALAVRAS SEMELHANTES:

Existem algumas palavras que são fáceis de associar tendo o português como base, devido à sua similaridade. Nesses casos fica bem fácil de traduzir. Observe:

President – Presidente
Professor – Professor
Bank – Banco
Buffet – Bufê
Cable – Cabo
Calendar – Calendário
Nicotine – Nicotina
Panic – Pânico
Geography – Geografia
Geometry – Geometria
Telephone – Telefone
Modern – Moderno
Universe – Universo
Restaurant – Restaurante
Tragedy – Tragédia
Sport – Esporte
Taxi – Táxi
Zero – Zero
Dance – Dança
Economic – Econômico

Tem também algumas palavras em inglês que podem ser usadas em contextos diferentes. Veja só:

BOOK

This is my favorite book.
Este é meu livro favorito.

Did you book our flight to London?
Você reservou nosso vôo para Londres?

LOVE

She is my love.
Ela é meu amor. (substantivo)

I loved that movie.
Eu amei aquele filme. (verbo)

CAN

I think she can do it.
Eu acho que ela consegue/pode fazer isto.

I’d like a can of coke, please.
Eu gostaria de uma lata de coca, por favor.

CLOSE

We are close to him.
Nós estamos próximos/perto dele.

Don’t forget to close the door.
Não se esqueça de fechar a porta.

E eu não podia falar deste assunto e deixar o nosso querido Google Tradutor de lado! Este é o buscador mais famoso do mundo, então é claro que ele tem sua influência sobre nós enquanto aprendizes de um novo idioma. Vale lembrar que não há nada de errado em usar este recurso, desde que você não se torne um refém desta ferramenta.

Aliás, tem muitos recursos legais no Google Tradutor que muita gente não usa e eu quero te ensinar uma maneira de usar esta ferramenta para realmente aprender inglês.

Se você colocar uma frase lá no Google Tradutor será bastante tentador olhar naquela caixinha que aparece à direita com a tradução para o português, mas olha só quantas coisas legais você pode fazer:

  1. Ouvir a pronúncia de cada palavra.
  2. Olhar a definição e entender o significado da palavra.
  3. Dezenas de sinônimos (em inglês).

Porém, não fique dependente do Google Tradutor, ele pode traduzir frases de maneira totalmente sem sentido, já que a sua tradução é literal, palavra por palavra, sem levar o contexto em consideração. Eu indico o Google Tradutor apenas para tirar uma dúvida, como em um dicionário, mas nunca para traduzir um texto inteiro. Aliás, busque usar dicionários inglês/inglês durante os estudos pois neste caso você aprende a definição de cada palavra com uma explicação já em inglês. Mais uma oportunidade para aprender 😉

E o mais importante: seja você mesmo! Não existe uma versão sua, só que gringo(a). Você deve ser VOCÊ, com o mesmo senso de humor, com a mesma educação, com a mesma curiosidade, só que em inglês. Você só vai adaptar as expressões que você já usa em português em um novo idioma.

#LIVE NO YOUTUBE:

OUÇA NO #PODCAST:

 

E aí, agora não tem mais como errar, você já aprendeu essa! AQUI no meu blog também tem um ebook gratuito pra você baixar e descobrir de que maneira você aprende melhor. Então CLIQUE AQUI, faça o download e faça o teste pra descobrir o seu estilo de aprendizagem. Depois me conta o resultado do teste. =)

Me conta aqui também se você gostou das dicas e compartilhe com seus amigos! =)

See You!

 

Quer Fazer Parte da Lista VIP?

Ao assinar, você se tornará VIP e se juntará a milhares de outros estudantes que recebem em primeira mão conteúdos inéditos e exclusivos, além de receber, antes do público em geral, os e-books e outros materiais que eu crio e disponibilizo primeiro para quem é VIP. E tudo o que eu enviar através desta lista você receberá de GRAÇA! Você não paga nada pra fazer parte da nossa lista VIP.

Nunca lhe enviaremos SPAM. Powered by ConvertKit