Uma das coisas mais fascinantes de viver no exterior por algum tempo, na minha opinião, é a possibilidade de fazer amizades e se conectar com pessoas das mais diversas culturas.

Não me entendam errado, amo meu Brasil apesar dos problemas. Além disso, sei que viajar por curtos períodos, como férias, também proporciona a oportunidade de se conectar com pessoas (e isso é muito válido).

Mas aqui, especificamente, estou falando de uma conexão mais profunda com essas pessoas, com a cultura delas, com o modo como pensam e vivem o dia-à-dia, com as dores e as alegrias delas, ou seja, sendo amiga delas.

Nos seis anos que morei em Londres, tive a alegria de conhecer e me tornar amiga de muitas dessas pessoas vindas de todos os cantos do globo. Muitas vezes nascidas em lugares que eu nem sequer conhecia o nome. E cada uma dessas interações me enriquecia muito.

Eu aprendi demais com todas essas pessoas e achei incrível começar a entender quão bela as diferenças podem ser se observarmos que independente de onde alguém seja, todos nós, como seres humanos, desejamos ser felizes, trabalhar em um lugar bacana (ou empreender) e curtir a vida com pessoas amadas.


NOSSA VISÃO DE MUNDO É MUITO INFLUENCIADA PELO LUGAR QUE NASCEMOS, PELA NOSSA CULTURA.

A diferença se dá justamente em como avaliamos tudo o que está ao nosso redor e qual o peso damos para cada sentimento e emoção que aflora.

É nessas horas que você percebe como falar inglês é incrível porque te permite conhecer, sentir e vivenciar outras culturas através da ferramenta mais poderosa do homem que é a fala. E quanto mais experiências como essas você tem, mais você se apaixona por essa língua.

Confesso que quando voltei para o Brasil em 2012, estava com a sensação de que me expressava melhor em inglês.  Me lembro de abrir a geladeira certa vez e dizer “precisamos ir na feira porque acabaram os vegetais (sic)”. Minha irmã me olhou com aquela cara “hein? você quer dizer legumes?” Haha. Pois é, falar um outro idioma é reprogramar a sua mente (e “desfalar’, também, hehe).

O PROCESSO DE RACIOCÍNIO SE ALTERA E VOCÊ PASSA A ENXERGAR O MUNDO DE UM MODO DIFERENTE. É UM PROCESSO IRREVERSÍVEL – SUA MENTE SE EXPANDE.

Sobre o vídeo desse post, em 2009 eu gerenciava uma unidade da Jigsaw (uma loja de moda britânica) quando a conheci. Era época de natal e eu precisava urgentemente contratar novos funcionários (staff). Pois eis que me entra na loja uma menina linda que me entrega seu currículo. Nos demos bem logo de cara, fiz algumas perguntas e pronto, estava contratada! A Neringa era atleta olímpica e estava passando uns tempos em Londres. Eu amava suas histórias sobre uma terra fria chamada Lituânia. Confesso que naquela época eu não sabia exatamente onde ficava. Sabia apenas que era lá para os lados da Rússia (e só!).

A Neringa competiu pela Lituânia nas olimpíadas do Rio 2016 na modalidade de marcha atlética. Não pude vê-la no Rio, mas algumas semanas depois nos encontramos em Londres. Nesta entrevista, a Neringa explica como funciona este esporte e também dá muitas dicas sobre seus lugares favoritos em Londres.

Espero que você goste do nosso bate-papo e conte pra mim, aqui nos comentários, o que você achou. Não se esqueça de compartilhar com seus amigos – isso ajuda bastante o blog e o canal 🙂

Ah! O vídeo está todo em inglês, mas tem legenda. Será ótimo para você ouvir um sotaque diferente.

Stay Strong.

 

Inamara Arruda
Teacher
Bárbara Oliveira
Editora-Chefe

 

 

 


 

Como você avalia esse conteúdo?

Muito obrigada!

aproveite e siga-nos nas redes sociais e tenha acesso a muito mais conteúdo!

English Teacher, Coach, a True Believer. Acredita que todos podem aprender inglês mais rápido e com mais propósito com a ajuda do coaching. Logo, acredita que o inglês é a melhor, mais básica e mais rápida de todas as ferramentas disponíveis para que alguém mude sua vida para melhor. O inglês é a chave que abre portas, é a janela pro mundo, é a linha base que conecta ideias e pessoas dos quatro cantos do planeta.