Hi There!

Como vocês sabem, em maio eu estava em Londres fazendo um intercâmbio com a ICGroup Education e alguns de meus alunos. Alguns alunos ficaram em uma residência estudantil e outros em uma casa de família

Como já fiquei em ambos, decidi contar pra vocês a minha opinião sobre esses dois tipo de acomodação. Temos prós e contras, dois pontos de vista.

Host Family

Eu já fiquei em 4 famílias diferentes e esse é um pouco do meu ponto de vista sobre esse tipo de acomodação.

O principal é a interação que você tem com as pessoas. Quando você está em outro país, sua intenção é saber o que eles comem, o que gostam de conversar, como é a rotina de uma família que mora por lá. Já fiquei em casa com crianças e é muito bacana interagir com essa dinâmica familiar.

Na casa que fiquei mês passado eram apenas duas pessoas: uma mulher e uma filha. Elas quase não ficavam muito em casa e quando ficavam, eram mais reservadas. Então é o jeito delas, a forma como elas vivem. Elas não mudaram a rotina porque tem alguém novo na casa. A vida continua e você tem que seguir o ritmo daquela família. Eu acho isso muito legal e bem enriquecedor em termos culturais.

Se a sua decisão é passar um tempo com uma host family, aproveite para ver como eles vivem naquele país, o que comem no dia a dia, aprenda um pouco sobre a cultura deles – essa é a parte mais legal.

Obviamente cada casa tem as suas regras. Por exemplo, nessa casa que fiquei em maio de 2019, não havia restrição com relação a sapato. Foi a primeira casa que fiquei que não via problema em entrar com sapato dentro de casa. Nem mesmo na ICGroup House, que é uma residência estudantil, isso é permitido. Lá, inclusive, têm algumas pantufas que podemos usar para ficarmos dentro da casa.

Essa é apenas uma das regras. Em outra casa que fiquei, a dona da casa não gostava que eu entrasse na cozinha. Então, se eu precisasse de algo, um café, um talher, eu deveria pedir a ela e ela iria buscar pra mim; porque ela não queria que eu mexesse nas coisas da cozinha e tudo bem, essa era uma regra lá. Já nessa última casa em que fiquei, a pessoa não se importava, ela era super solícita. Ela até deixou uma prateleira na geladeira só pra mim e disse que eu poderia ficar à vontade na cozinha. Bom, mas cada casa tem a sua regra e você precisará se adaptar a elas.

Lembre-se também que você está fazendo intercâmbio para sair da sua zona de conforto. Isso é algo muito pessoal, mas estar na casa de alguém que apenas falará inglês é uma boa experiência. Você tem que saber o que busca em sua experiência de intercâmbio. 😉 

Muita gente tem medo de não conseguir se comunicar com as pessoas dessa host family. Mas lembre-se que essas famílias que irão recebê-los estão acostumadas a receber outros estudantes, são pessoas que estão preparadas para isso. São famílias que estão abertas a receber pessoas do mundo inteiro e estão cientes que haverá uma limitação de linguagem. Sendo assim, há um esforço mútuo para que a comunicação aconteça.

Outro medo muito comum é saber se a família será apropriada para você. Com quanto mais antecedência você planejar sua viagem, melhor. No caso da ICGroup, por exemplo, quando nos propomos a fazer o intercâmbio, eles dão um formulário para você preencher e é de acordo com esse documento que eles buscarão uma família que esteja mais próxima do seu perfil. Você dirá se se importa com gato ou cachorro, se tem alguma alergia, esses tipos de perguntas.

Eu tento evitar bastante comida com glúten por conta da dieta que estou fazendo no momento. Então, escrevi no formulário se havia a possibilidade de uma host family que pudesse ter esse tipo de alimento disponível pra mim. Quando você fica com uma família o café da manhã e o jantar estão inclusos. Então, você come o que eles comem.

Residência estudantil

É um ambiente com vários estudantes, ou seja, não tem um dono da casa. Você pode ficar em um quarto sozinho ou dividir com alguém. Na ICGroup House que eu fiquei ano passado, não tinha suíte, era um banheiro compartilhado por todos. Mas a casa desse ano é nova e quase todos os quartos tem o seu próprio banheiro.

A cozinha é uma área em comum, então você pode chegar lá pra cozinhar e ter outro estudante cozinhando também. É um espaço muito legal pra você conhecer outras pessoas e até falar em inglês com elas. Se for uma residência estudantil que tenha outros brasileiros, você deve se esforçar para falar o máximo de inglês com esses alunos. Se for com pessoas do mundo todo, é bem legal para praticar inglês com diferentes sotaques.

E claro que também existem as regras básicas. Então, na cozinha, por exemplo: lavou, limpou e guardou. Sempre tente manter as áreas comuns o mais organizadas e limpas possíveis. O sapato, como eu disse, também não é permitido. Barulho no máximo até às 22 horas. Se você quiser fazer algo extra, marcar uma “festinha”, é necessário pedir autorização para o pessoal da casa.

Mas, no geral, é um pouco mais “de boa”, digamos assim. Como eu disse, não é a casa de alguém. Então existe um certo feeling de não ter regras tão “duras”. Eu sinto que é mais flexível, mas ainda assim existem regras a serem seguidas. De qualquer maneira, você não tem horário para comer, como pode acontecer em algumas casas de família.

Lá na ICGroup House, por exemplo, existe uma dinâmica de tirar o lixo. Então, segunda-feira, a pessoa que fica no quarto número 3 irá recolher o lixo e cada um terá seu dia. Acho isso bem bacana porque traz um senso de comunidade para a casa.

Acho interessante falar sobre o convívio com as pessoas da casa. Porque, geralmente, pelo o que percebi nas residências estudantis que fiquei, o pessoal convive mais na parte da manhã e depois passa o dia todo fora – passeando ou estudando. Durante o dia, a casa fica mais silenciosa, não tem tanto movimento. Quando chega a noite, as pessoas podem estar cansadas pelo dia, então, nem sempre elas estarão na vibe de ficar conversando tanto. Mas, claro, depende muito do perfil do estudante. No geral, é dessa forma. Então, se o seu intuito é conhecer pessoas e interagir, leve isso em consideração. Nem sempre você encontrará outra pessoa super afim de socializar o tempo todo.

Em 2007, eu dividi uma casa com muitos brasileiros e dividia o quarto com uma pessoa que já era minha amiga no Brasil. A gente fazia muita festa, era muito divertido, tinha muito axé na nossa casa; era uma época bem de estudante mesmo, pessoas entrando e saindo o tempo todo. Tinha 10 pessoas morando lá. Eu e minha amiga de São Paulo e todo o resto era da Bahia. Um pessoal muito animado e tinha festa praticamente todo dia.

Foi ali que aprendi a cozinhar de verdade, eu tinha 21 anos e não sabia nada sobre limpar a casa e nem cozinhar. Foi um ótimo momento de amadurecimento para poder morar sozinha. Naquele meu primeiro ano na Inglaterra, eu engordei uns 10 quilos. Então, se for ficar em uma residência estudantil, já sabe. Foco na salada, em comidas saudáveis que às vezes são até mais fáceis de preparar. 😉

Nestas oportunidades de fazer amizade, você consegue dividir um saco de arroz ou macarrão com alguém. Outra pessoa tem um azeite, alguém tem sal e você até economiza um pouco também. A gente fazia muito isso: a noite da macarronada, a noite do cachorro quente… Usando a criatividade, você acaba economizando bastante!

Nessa época eu trabalhava em um pub, por ser estudante era apenas meio período, e sempre tinha um pão do dia e no fim do expediente, se todos os pães não fossem usados, eu levava pra casa.

Afinal, o que é melhor?

Independente da acomodação que você escolheu, lembre-se sempre que existirão regras. Então, venha aberto, venha disposto a conviver com pessoas diferentes;  para aprender algo novo com pessoas diferentes e várias formas de se viver uma mesma vida. Tanto pessoas de outros países, quanto do Brasil mesmo.

Seja flexível e aprenda coisas que você não aprenderia aí na sua casa, em sua zona de conforto.

Algo que preciso frisar é: fuja dos brasileiros o máximo que puder. É legal fazer amizades para não se sentir sozinho, mas tenha em mente que seu propósito é entender e praticar inglês. Então, se você tiver amigos brasileiros, procure equilibrar a convivência para conseguir colocar em prática o que você foi buscar.

Se proponha a aprender algo novo sobre uma cultura diferente. Tenho certeza que isso irá fazer toda a diferença na sua experiência de intercâmbio.

Com relação a localização, casas de família, em geral, ficam um pouco mais afastadas do centro, em regiões mais residenciais. Não que as residências estudantis não fiquem, mas é preciso ver o que é melhor pra você.

A host family que fiquei pela última vez era um pouco longe do ponto de ônibus, já a residência estudantil tinha muita coisa ao redor, como mercados e pubs. Então, leve isso em consideração também.

Normalmente tudo que é mais perto do centro, é um pouco mais caro. De qualquer forma, observe o mapa e veja qual sua preferência. Eu, particularmente, nunca tive problema com isso porque aqui é bem tranquilo de se locomover. O transporte público é muito bom, no frio tem aquecedor dentro do ônibus, enfim é muito confortável o transporte público de Londres.

E a verdade é que você andará muito por aqui, independente de onde você esteja. Vá preparado para caminhar bastante porque essa é a melhor maneira de conhecer a cidade.

Portanto, o que compensa mais? Depende do seu perfil, da sua idade, do que você está buscando. 😉

Espero que você tenha conseguido entender o meu ponto de vista a partir da minha experiência tanto com host family quanto com residência estudantil. Ambas tem prós e contras, então coloque na balança e faça sua escolha.

Quer estudar em Londres também? Saiba mais clicando AQUI 

AQUI no meu blog também tem um ebook gratuito pra você baixar e descobrir de que maneira você aprende melhor. Então CLIQUE AQUI, faça o download e faça o teste pra descobrir o seu estilo de aprendizagem. Depois me conta o resultado do teste. =)

Me conta aqui também se você gostou das dicas e compartilhe com seus amigos! =)

See You!

Cadastre-se abaixo e faça parte da lista VIP. Você receberá gratuitamente conteúdos exclusivos, seleções VIP de dicas de inglês, convites para aulas ao vivo e muito mais. \o/

Nunca lhe enviaremos SPAM. Powered by ConvertKit