É inevitável. Em algum momento da sua jornada rumo à fluência no inglês, você vai encontrar um certo desafio chamado “vocabulário”. E muitas pessoas me perguntam: “Ina, como eu posso aumentar meu vocabulário em inglês?” Não tem segredo, mas confesso que talvez você não goste tanto da resposta.

A resposta está na prática. Não tem outro jeito. Só que eu não estou falando de qualquer tipo de prática, ok? Não, nada de bagunça, por favor. Essa prática precisa ser eficiente e também diária para que você se sinta confiante e consiga absorver novos vocábulos de maneira realmente inteligente. E, para ter uma prática bem-sucedida, você precisa criar bons hábitos de estudo, além de estudar assuntos que realmente despertem seu interesse. Dessa forma, você conseguirá se manter entusiasmado para continuar aprendendo.

Lembre-se sempre: cada pessoa tem um processo de aprendizado diferente; somos seres individuais e cada um tem o seu tempo. Isso é muito respeitado no meu curso fechado de inglês, o CIIA (Curso de Inglês Inamara Arruda). Cada Fast Mover tem uma realidade diferente, tempo e hábitos diferentes. Então, é importante ter a liberdade de seguir o seu ritmo.

Pensando nisso, eu fiz uma lista com diferentes técnicas e ferramentas para que você consiga expandir seu vocabulário da maneira que melhor funcione no seu dia a dia.

1. DESCREVA O MUNDO AO SEU REDOR

Essa é uma técnica que também pode ser usada para treinar seu pensamento em outro idioma. Você pode ler mais sobre como pensar em inglês clicando AQUI.

Quando estiver trabalhando, em um ambiente familiar, no shopping, no mercado, na livraria, enfim, em qualquer lugar, observe tudo a sua volta e tente descrever o lugar em inglês. Você pode fazer isso apenas em pensamento ou pode escrever.

Em algum momento, você irá se deparar com algo que não faz parte do seu vocabulário ainda, e aí está a oportunidade de aprender. Então, questione-se:

  • Eu sei o nome de todos os alimentos que estão nessa área do mercado?
  • Como eu posso descrever a pessoa que está ali lendo um livro?

Esses questionamentos irão te ajudar a reconhecer quais palavras envolvendo um ambiente em específico você ainda não sabe e isso me leva para a próxima dica.

2. USE DICIONÁRIOS

Os dicionários são ótimos, pois eles sempre lhe trarão uma interpretação do significado de uma palavra. Entretanto, cuidado. Não estou te incentivando a estudar palavra por palavra e procurar tudo no dicionário.

Use essa ferramenta como um auxiliar ao seu aprendizado, ok? 

Um dicionário que eu recomendo é o Cambridge Dictionary. Você pode selecionar a opção English-Portuguese antes de buscar uma palavra ou termo e a explicação virá em português.

Outro ponto relevante é: lembre-se de que o contexto servirá como uma bússola que vai te ajudar a formar suas ideias em inglês. Assim, é preciso que você entenda o contexto da situação de comunicação e faça associações com as palavras que você conhece. Essa é uma alternativa para você colocar essas palavras pra fora.

3. NÃO APRENDA PALAVRAS SOLTAS

Vamos esclarecer aqui que aprender palavra por palavra é uma perda de tempo. Eu digo isso porque sem o contexto você não irá fazer as associações neurais necessárias para reter informações na sua memória de longo prazo.

Quando eu comecei a estudar inglês, me ensinaram que eu deveria primeiro aprender o nome dos objetos, dos animais e das cores para só depois ir montando frases com essas palavras. Eu descobri, mais tarde, que este método me trazia pouquíssimos resultados e que eu deveria fazer justamente o contrário: estudar frases e textos para que essas novas palavras fossem assimiladas como consequência da compreensão do contexto em que elas estavam inseridas.

Além disso, você também pode usar as collocations. Elas são expressões formadas por duas ou mais palavras que são comumente usadas juntas. Aprendendo as palavras em conjunto, você rapidamente conseguirá criar sinapses para compreender quais palavras soam melhores juntas. Ao estudar essas expressões será possível entender quais palavras se combinam entre si em uma frase.

Por exemplo, ao invés de aprender a palavra apply, aprenda as frases:

These rules do not apply to us.
Essas regras não se aplicam a nós. 

You have to apply for a job.
Você precisa se candidatar a um emprego.

Em vez de aprender o substantivo bunch, aprenda as frases:

A bunch of strawberries.
Um monte de morangos.

I bought a bunch of apples.
Eu comprei um monte/um punhado de maçãs.

Você pode aprender várias palavras soltas em inglês, isso é plenamente possível. No entanto, acredite no que eu digo, será frustrante não conseguir combiná-las em uma frase de um jeito que soe natural e faça sentido. Ao aprender palavras com collocations, você estará aprendendo novas palavras com substantivos, verbos e preposições, o que facilitará quando você for falar com alguém em inglês.

4. APRENDA COM MÚSICA

Quem não gosta de ficar um tempo ouvindo uma boa música para relaxar, não é? Eu sempre fui uma pessoa muito ligada ao universo musical e quando o inglês começou a ser interessante pra mim, eu buscava prestar muita atenção nas letras das músicas para aprender uma nova palavra ou expressão.

Para colocar esse exercício em prática, busque músicas em que você consiga ouvir cada palavra com clareza. É ainda melhor quando você acompanha a letra. Você pode usar o Spotify para isso ou usar o site Lyrics Training, por exemplo. Caso nenhum desses sites seja viável pra você, utilize o famoso Letras.

Ao adicionar a música como um mecanismo de auxílio para a expansão do seu vocabulário, você consegue aproveitar outros benefícios, como:

  • Cantar uma música em voz alta fará com que você melhore sua pronúncia e outros aspectos do seu inglês falado;
  • Algumas músicas ficam presas em nossa cabeça. Então, use isso a seu favor. Cante e pratique sempre em sua mente, seja no banho, na academia ou enquanto cozinha;
  • O ritmo pode te ajudar a memorizar um novo vocabulário, pois seu cérebro irá associar algum termo ou palavra com aquele som;
  • Muitas músicas usam gírias e uma linguagem mais coloquial, o que é comum no inglês falado. E, se você tiver contato com esse inglês real, do cotidiano, certamente, conseguirá aprender como as palavras são contraídas, além, é claro, de também melhorar o seu listening.

5. ESCUTE ENQUANTO LÊ

Esse exercício também pode acontecer quando você estiver ouvindo uma música, como eu sugeri anteriormente. Para pôr isso em prática, que tal dar uma chance aos audiobooks?

Você pode ouvir e ler em inglês ou, caso se sinta mais confortável, ouvir em português e ler em inglês. Isso também é muito válido e te ajudará a entender novas palavras e frases. Anote essa dica valiosa! 

Você pode encontrar alguns audiobooks no Scribd, por exemplo.

6. USE FLASHCARDS

Aqui está uma oportunidade de usar um programa de repetição espaçada, como o ANKI.

Esse programa funciona a partir do sistema de SRS – Spaced Repetition System – o qual irá trabalhar a sua curva de esquecimento, te ajudando a reter tudo que você estuda. Nesse sentido, enquanto você estuda com os flashcards, o ANKI irá te ajudar a lembrar quais palavras você não conhece e quais já conhece. Esse programa continuará te mostrando os flashcards que você errou para que você pratique mais aquele termo em específico.

Você pode encontrar um post completo sobre o ANKI e como utilizá-lo de maneira eficiente clicando AQUI.

7. IMITATION E SHADOWING

Essas duas técnicas são de extrema eficiência para destravar suas habilidades de Listening e Speaking. Elas também funcionam para te ajudar a expandir seu vocabulário.

O IMITATION nos ajuda a consertar os problemas de pronúncia para que a fala seja mais clara e você ganhe mais confiança para falar. Ele é eficaz porque te ensina a ouvir os sons e os padrões do inglês e te treina para reproduzir esses mesmos sons. Para isso, é necessário muita repetição. Repita essa técnica sem medo! 

Eu digo isso porque, por meio dessa técnica, você está treinando sua boca com seus ouvidos ao escutar os sons e imitá-los. É diferente de treinar a sua boca com os olhos ao ler e tentar adivinhar a pronúncia e o ritmo das palavras naquela página.

Para realizar o imitation é preciso que você ouça e leia o que está sendo dito, ou seja, o material utilizado deve ser um texto com áudio. Você pode encontrar muitos conteúdos assim aqui no meu blog, na categoria Aprendendo Inglês no Youtube.

O SHADOWING é a continuação do imitation. Com o shadowing, você escuta o que foi dito e repete ao mesmo tempo, como uma sombra. Digamos que é como praticar ouvindo uma música.

A partir da utilização dessa técnica, você é capaz de ouvir o que está sendo dito no áudio e o que você diz ao mesmo tempo e, assim, pode ajustar o ritmo e os sons.

Depois de todas essas opções, você pode escolher o que mais faz sentido pra você, respeitando a sua individualidade e o seu processo de aprendizado. A minha dica final é: crie seus hábitos de estudo e procure encontrar um modo em que você realmente possa aproveitar o seu momento de estudar inglês.

Também fiz um vídeo especial falando mais sobre como você pode expandir seu vocabulário em inglês:

Aproveite e me siga nas redes sociais. Participe das nossas lives todas as terças-feiras no YouTube e entre para o meu grupo do TELEGRAM, onde eu envio dicas, conteúdos e muita informação bacana. Para entrar no grupo, basta tocar no botão abaixo!

Stay Strong. 😉

Cadastre-se abaixo e faça parte da lista VIP. Você receberá gratuitamente conteúdos exclusivos, seleções VIP de dicas de inglês, convites para aulas ao vivo e muito mais. \o/

Nunca lhe enviaremos SPAM. Powered by ConvertKit

Como você avalia esse conteúdo?

Muito obrigada!

aproveite e siga-nos nas redes sociais e tenha acesso a muito mais conteúdo!

Nós sentimos muito por este artigo não ter sido tão útil pra você!

Deixe-nos melhorar esse artigo!

Conte-nos como poderíamos melhorar esse artigo:

Inamara Arruda
English Teacher, Coach, a True Believer. Acredita que todos podem aprender inglês mais rápido e com mais propósito com a ajuda do coaching. Logo, acredita que o inglês é a melhor, mais básica e mais rápida de todas as ferramentas disponíveis para que alguém mude sua vida para melhor. O inglês é a chave que abre portas, é a janela pro mundo, é a linha base que conecta ideias e pessoas dos quatro cantos do planeta.