Uma das dúvidas mais recorrentes entre alunos é: quando eu devo usar o ING, quando eu uso o TO e quando eu não uso nenhum dos dois para demonstrar que o verbo está no infinitivo? 

Primeiro vamos só relembrar rapidamente que infinitivo é a forma básica dos verbos, quando eles não são conjugados: estudAR, comER, subIR e etc. Essa forma em Inglês pode ser expressada com o acréscimo da palavra TO na frente do verbo, com ING no final e às vezes sem nenhuma das duas. 

1. QUANDO USAR -ING

I. Quando o verbo está no GERUND. Lembrando que, o GERUND em Inglês não é a mesma coisa que o nosso “gerúndio” e sim, a transformação de um verbo em um nome (substantivo)

To shop > Shopping = Comprar > Compras

To hire > Hiring = Contratar > Contratação

To book > Booking = Reservar > Reserva

To read > Reading = Ler > Leitura

To help > Helping = Ajudar > Ajuda

To swim > Swimming = Nadar > Natação

To surf > Surfing = Surfar > Surfe

To ski > Skiing = Esquiar > Esqui

To learn > Learning = Aprender > Aprendizado

To feel > Feeling = Sentir > Sentimento

To speak > Speaking = Falar > Fala

To test > Testing = Testar > Teste

Vamos ver alguns exemplos: 

Reading is good for your mind. 
Ler é bom para a mente.

Speaking German is kinda hard.  
Falar alemão é meio díficil.

Swimming is my favorite thing to do in the Summer. 
Nadar é minha coisa favorita de fazer no verão.

Essas palavras parecem verbos, mas na verdade elas são substantivos, porque elas responde à pergunta “O que?”.  O que é difícil?, O que é sua coisa favorita? e etc. 

II. Há também alguns verbos que sempre são seguidos de GERUND.

Veja aqui uma lista:

Admit, avoid, be worth, can’t help, can’t stand, consider, deny, enjoy, imagine, risk, keep, finish, miss, etc.

She admitted failing her test. 
Ela admitiu ter falhado no teste. 

I can’t help believing him. I feel like he’s telling the truth.
Não posso evitar de acreditar nele. Sinto que ele está falando a verdade.

She considered going to the party but she remembered she had to work the next day.  
Ela considerou ir á festa, mas ela se lembrou que tinha que trabalhar no dia seguinte. 

He keeps making the same mistake. It’s like he never learns.  
Ele continua cometendo os mesmos erros. Parece que ele não aprende.

III. Quando o verbo vier após uma preposição. SEMPRE! 

I went to bed after watching tv. 
Eu fui para cama após assistir tv.

She knows the importance of studying hard for a test.  
Ela sabe da importância de estudar bastante para prova.

My friend is very good at writing.
Minha amiga é muito boa em escrever.

I’m grateful for waking up everyday. 
Eu sou grata por acordar todos os dias. 

IV. Também usamos o ING, após phrasal verbs. 

You need to give up smoking.
Você precisa parar de fumar

She called off meeting her family for dinner.
Ela cancelou encontrar com sua familia para jantar. 

Vale lembrar que o -ING, também pode ser usado de outras formas, como para expressar futuro e no Present Continuous. Se quiser saber mais sobre esses usos do ING, clique aqui

2. QUANDO USAR TO

I. Não existe uma regra para quando usar o TO, o mais indicado é irmos memorizando os verbos que aceitam só o TO. Vamos ver alguns desses verbos: 

Agree concordar

Arrange organizar

Choose escolher

Decide decidir

Deserve merecer

Failfalhar

Forget esquecer

Help ajudar

Hope esperar / ter fé

Intendpretender

Learn aprender

Like gostar

Love amar

Meansignificar

Plan planejar

Prefer preferir

Pretend fingir

Refuse recusar

Remember relembrar

Try tentar

Wait esperar

Want querer

She refused to marry him. 
Ela se recusou à casar com ele. 

You deserve to be happy.
Você merece ser feliz.

Don’t pretend to know how I feel. 
Não finja saber como eu me sinto. 

He agreed to call you later.
Ele concordou em te ligar mais tarde.

Vale lembrar que o TO  também pode ser uma preposição. Se quiser saber mais sobre esse uso da palavra TO, clique aqui.  

3. QUANDO NÃO USAR TO OU -ING

Essa forma do verbo sem o TO, é chamado de bare infinitive ou base form e ela ocorre em algumas situações específicas: 

I.  Quando o verbo em questão estiver acompanhando um modal verb: CAN, MAY, MIGHT, COULD, WOULD, WILL, SHOULD, MUST, SHALL 

I should see a doctor, my head hurts too much.
Eu deveria ver um médico, minha cabeça dói demais.

She would call you, if she had your number.
Ela ligaria pra você, se ela tivesse seu número.

He will be here later. Don’t worry. 
Ele estará aqui mais tarde. Não se preocupe.

II. Após os verbos causativos: ‘make’, ‘let’ e ‘help’*:

(*‘help’ também pode ser usado com o TO)

She made the children do their homework. 
Ela fez as crianças fazerem suas lições de casa.

Dad wouldn’t let me drive his car. 
Papai não me deixa dirigir o carro dele. 

Can you help me find/to find my keys?
Você pode me ajudar a achar minhas chaves?

III. Após verbos de percepção: see, watch, notice, observe, feel, hear

I watched him move to a seat at the back.
Eu o assisti mudar para um assento mais ao fundo.

We saw the burglar climb over the wall.
Nós vimos o ladrão escalar a parede.

He heard the teacher call his name. 
Ele ouviu a professora chamar seu nome.

We felt the ground shake beneath our feet
Nós sentimos o chão tremer debaixo dos nossos pés.

Quando o -ING é usado, com um desses verbos de percepção, isso sugere que uma ação contínua durante um certo período de tempo, ou seja, tem um sentido diferente: 

As I walked home I heard the band playing. 
Enquanto eu caminhava para a casa, eu ouvi a banda tocando.

IV. Após WHY quando fazendo uma sugestão

Why wait until later when we can do it now?
Por que esperar até mais tarde quando podemos fazer isso agora?

Why take a taxi? We can walk home. 
Por que pegar um taxi? Nós podemos andar até em casa.

Why spend money on something we can’t afford?
Por que gastar dinheiro em algo que não podemos pagar?

4. VERBOS QUE ACEITAM TO E -ING

Existem dois grupos de verbos que aceitam ser seguidos de TO e de ING.

I. O primeiro grupo é aquele que não muda (muito) o significado, tanto faz usar TO ou ING. A diferença é muito sutil e fica apenas na intenção com verbos que falam de gostos: a forma com ING exalta a preferência em si (de forma geral), dá foco no segundo verbo; com TO, falamos mais do resultado ou de um hábito do que da preferência (num momento mais específico). São eles: love, hate, like,prefer, begin, start

He loves travelling. 
Ele ama viajar.

She loves to go for long walks on the beach.  
Ela ama ir em longas caminhadas na praia.

They suddenly started singing in the middle of the mall. 
Eles do nada começaram a cantar no meio do shopping.

OBS: Os verbos de preferência, quando usados com would ou should, devem ser seguidos apenas do infinitivo:

We would like to have more time. 
Gostaríamos de ter mais tempo. 

They would love to stay. 
Eles adorariam ficar.

E o verbo dislike (desgostar) é usado apenas seguido de ING:

We all disliked listening to him.
Todos nós achamos ruim escutá-lo.

II. E, finalmente, o grupo de verbos em que o sentido muda quando usado o TO ou ING: remember, stop, try, mean

REMEMBER + ING = lembrar depois se fez algo ou não   

I don’t remember closing the windows. 
Eu não me lembro de ter fechado as janelas.

REMEMBER + TO = lembrar e, depois, fazer

You have to remember to close the windows.
Você tem que se lembrar de fechar as janelas.

STOP + ING = parar de vez, não fazer mais

She needs to stop biting her nails.
Ela precisa parar de roer as unhas.

STOP + TO = parar de fazer algo para começar outra coisa, interromper um processo

We were tired, so we stopped to rest. 
Nós estávamos cansados, então paramos para descansar.

MEAN + ING = resultado de uma ação     

Being a mother means having more patience. 
Ser mãe significa ter mais paciência.

 MEAN + TO = ter intenção de

Sorry, we didn’t mean to upset you. 
Desculpa, não tivemos a intenção de te chatear.

TRY + ING = experimentar, testar algo para ver se dá certo ou agrada

We can try working together to solve this. 
Nós podemos tentar resolver isso.

TRY + TO = tentar, fazer um esforço para conseguir um objetivo

He will try to fix the TV for you. 
Ele vai tentar consertar a TV pra você.

Aproveite e me siga nas redes sociais, participe das nossas lives todas as terças-feiras no YouTube e entre para o meu grupo do TELEGRAM, onde eu envio dicas, conteúdos e muita informação bacana. Para entrar no grupo, basta tocar no botão abaixo:

TOQUE AQUI PARA ENTRAR NO CANAL DO TELEGRAM

E lembre-se de compartilhar com quem você conhece se tiver gostado do material! 🙂

Stay Strong.

Como você avalia esse conteúdo?

Muito obrigada!

aproveite e siga-nos nas redes sociais e tenha acesso a muito mais conteúdo!

Nós sentimos muito por este artigo não ter sido tão útil pra você!

Deixe-nos melhorar esse artigo!

Conte-nos como poderíamos melhorar esse artigo: